eventos

Encontro com o Autor na Associação Crescer Sempre

15/4/2013
Encontro de dois dias com cerca de 480 crianças foi emocionante


Pensamento positivo e muita bincadeira
Rosa, a boneca que conversa com as crianças na Sala de Leitura da Associação Crescer Sempre avisava "a Vanessa Meriqui ainda não chegou! Vamos fazer uma mágica?". E então mãozinhas para cima, olhinhos vibrando e as vozes em uníssono de cerca de 50 crianças por vez, entre quatro e cinco anos, gritando "Sinsalabim,Vanessa Meriqui, apareça!" E a autora, que estava escondida em algum lugar surgia com o passe de mágica, sempre - é bom que fique claro - extremamente emocionada.
Foram muitas e muitas vezes, que eu, junto com Zuleika, uma parceira linda e alegre, e professoras maravilhosas iniciávamos o ritual de contação de histórias, apresentação dos meus livros e conversas sobre como produzir um livro, encerrada com todos fazendo desenhos, num trabalho que abrangeu perto de 500 alunos do Crescer Sempre, localizado no Paraisópolis, em São Paulo.
É praticamente impossível descrever as emoções sentidas nestes dois dias do "Encontro com Autor", mas dá para dizer que seguramente foi uma das experiências mais intensas que eu tive. E olhe que estou praticamente todos os dias em contato com crianças, além de já ter a oportunidade de fazer diversos encontros como esse. Mas, volto a dizer, esses dois dias, com certeza, foram inesquecíveis.
Para começo de conversa, os alunos de cada uma das classes que fizeram parte do encontro já haviam lido/trabalhado um de meus livros. E as professoras, sem dúvida, haviam feito um ótimo trabalho! As crianças estavam ansiosas me aguardando, justamente porque já haviam tomado contato com minhas histórias, o que para mim foi emocionante. Elas já entravam na sala dizendo "Você é a Vanessa Meriqui, que escreveu o livro das latas de tintas que explodiram" ou então "Eu vi o livro da Maria Eduarda". E então eu apresentava os outros livros e aí emoção crescia.
A participação nas histórias e os desenhos então foram um capítulo à parte. Cada um dava a sua versão das histórias e concebia a sua ideia daquilo que havia apreendido. E coisas maravilhosas foram ditas e desenhadas. Foi tão tudo maravilhoso que, mesmo com o cansaço de contar histórias com toda a energia uma atrás da outra, cada entrada de uma turma vinha com uma nova força, com mais paixão ainda. E eu não conseguia deixar de me deslumbrar a cada momento.
Coloco aqui algumas imagens, que sem dúvida registram menos do que foi essa grande emoção. E agradeço a todos, com destaque à Zuleika, responsável pela Sala de Leitura, que fez o primeiro contato comigo, que dispôs lindamente cada um dos meus livros e que me acompanhou em todos os minutos do trabalho; também à Márcia, coordenadora da unidade, que me fez chorar ao final; e às professoras, todas absolutamente cuidadosas, como Lucília, preocupadíssima em me pegar e me deixar em casa, Rosane, Cristiane, Edvânia, Alexandra, Aline, Juliana, Fabrícia (e me perdoem se esqueci algum nome)...
Ao final, juntei a emoção dos encontros à felicidade de conhecer um projeto tão sério, tão cuidadoso e responsável para com as crianças e à comunidade local. Exemplo de seriedade na educação, de recursos bem empregados e de maturidade na condução de um trabalho que tem como objetivo a educação e a formação do cidadão. Fui tratada como estrela, quando na verdade as estrelas são os que fazem esse trabalho diariamente, com responsabilidade, profissionalismo e um carinho maravilhoso pelas crianças. Ouvi por diversas vezes "Foi uma honra te conhecer". Não, minhas queridas, a honra foi minha, eu é que me sinto privilegiada por ter tido essa oportunidade.
A todos o meu sincero e emocionado agradecimento.






Galeria de Fotos


 

Para adquirir meus livros, envie uma mensagem por Contatos. Encaminharei por portador ou pelo Correio. As sinopses dos livros estão na página Encontros com a Autora, é só clicar ao lado.

Agenda

setembro/2019

12/9/2019
Semana Eugênia Sereno de Arte e Literatura

A Cia. Hespérides chega a São Bento do Sapucaí. Drika Nunes e eu estaremos contando histórias como parte da programação da Semana Eugênia Sereno de Arte e Literatura. A Semana, já evento tradicional da região, referenda a escritora que, embora tenha recebido o Prêmio Jabuti de Literatura em 1966, é bem pouco conhecida dos brasileiros

23/9/2019
Começa a Semana Literária do Sesc Paraná

Ivaiporã é a primeira cidade!! Feliz por fazer parte novamente deste evento fantástico que o Sesc do Paraná promove, reunindo autores e contadores de histórias. Em Iaiporã, farei duas sessões de contação de histórias e uma palestra sobre produção editorial.

24/9/2019
Maringá é a segunda cidade na Semana Literária do Sesc Paraná

Depois de Ivaiporã, levarei meus livros e histórias para Maringá, onde o Sesc local me receberá.

25/9/2019
Semana Literária do Sesc Paraná, agora em Paranavaí

Hoje é dia do Sesc Paranavaí, com grandes amigos lá. Contarei histórias, apresentarei meus livros e falarei de produção editorial e literária. Que delícia.

26/9/2019
Chego em Umuarama para a Semana Literária do Sesc Paraná

É o quarto dia dessa Semana Literária, agora em Umuarama. Lá contarei histórias, apresentarei meus livros e farei um encontro para falar de produção editorial e literária.

27/9/2019
Último dia da Semana Literária promovida pelo Sesc Paraná

Campo Mourão será a última cidade desta jornada que, sem dúvida, guardarei na memória. Cidade onde tenho muitos amigos e onde contarei histórias, apresentarei minha produção literária e falarei sobre a indústria editorial brasileira.

outubro/2019

8/10/2019
Hoje é dia de Saci no Centro Cultural da Cidade Tiradentes

Que delícia!!! A Cia. Hespérides estará na Cidade Tiradentes falando do moleque mais danado do mundo. Não acredita? Pois olhe, que o Saci, ele mesmo, em pessoa e pessoalmente, estará lá para conferir, É melhor você também ir ver.

20/10/2019
Qual é o nome dele?

Novamente o trabalho que amo fazer com a Cia. Mapinguary e meus queridos amigos Carlos Godoy e Giuliano del Sole! O espetáculo de bonecos Qual é o nome dele? será apresentando no Espaço Gansaral, em São Paulo.